AFD Brasília

Afd 03
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 00
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 01
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 04
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 02
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 05
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia detail
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 09
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 10
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 07

O projeto da nova sede da Agência Francesa de Desenvolvimento visa a criação de um espaço receptivo e solene, valorizando a paisagem do Parque da Cidade em harmonia com as demandas específicas dos locais de trabalho.

Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 08
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 11
Coda arqbr afd plan 1200px
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 16
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 17

UM ESPAÇO SOLENE

A nova sede da AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento) está localizada em um lugar privilegiado, tanto em termos de luz natural quanto em instalações disponíveis. O projeto busca valorizar esse potencial, em harmonia com as demandas da equipe da agência. Assim, a arquitetura oferece algo além da mera distribuição eficiente dos espaços: um espaço de qualidade, aberto em direção à paisagem, com acesso propício ao acolhimento dos visitantes.
 

A nova planta promoveu o alargamento do vestíbulo de entrada, criando uma recepção de caráter solene e independente dos demais espaços de circulação. Para isso tirou-se partido da largura da Sala de Passagem, um espaço multifuncional, ora como escritório privativo, ora como um ambiente integrável ao hall central, a partir de portas de correr de vidro. A principal vantagem desse gesto é a abertura da paisagem do parque à entrada principal, uma agradável surpresa ao visitante.
 

Nos espaços centrais de circulação, o forro existente foi removido, expondo a laje nervurada, com o pé direito total de 3,20m. A laje e demais instalações expostas foram pintadas de branco, solução que visa diferenciar os espaços de trabalho dos espaços centrais, coletivos, deixando ao visitante uma sensação de amplidão do espaço decorrente de sua maior altura. As diferentes escalas obtidas por meio da variação dos pés direitos criam uma demarcação visual entre espaços públicos e privados.
 

A partir do vestíbulo de entrada, dois corredores dão acesso às salas de trabalho. O mais estreito, à esquerda, leva às salas dos diretores. Já o mais largo dá acesso, além das salas, aos espaços comuns dos funcionários – arquivo, copa, sala de descanso, sala de impressão. Nesse local, o grande destaque vai para o design do móvel de compensado laminado colado com 6m de comprimento com desenho sinuoso que a partir da variação de sua altura atende às funções de banco, revisteiro, bancada de trabalho e bancada para café. O móvel foi executado com primazia pelo arquiteto e artista local Ricardo Theodoro, do Uso Atelier.
 

Os demais móveis escolhidos são da Doimo Brasil, fábrica moveleira de Ribeirão das Neves. De lá, especificamos as mesas da sala de passagem (Joy, freijó e couro caramelo) de reunião e copa (Slim, Freijó), mesas laterais dos espaços de estar (Eclipse, Freijó), poltronas de estar da recepção (Evo, couro caramelo) e da diretoria (Mito, couro caramelo), as cadeiras de reunião e copa (Presto, couro caramelo), e as banquetas do café (Presto, couro caramelo).
 

Para a área dos escritórios, o projeto buscou responder às demandas oriundas da legislação trabalhista francesa, que exige um mínimo de 8m² por funcionário nas salas de trabalho, sempre com iluminação natural, além de limitar a quantidade de funcionários por sala, evitando-se o conceito de “open offices”, comuns na arquitetura corporativa atual.
 

Optou-se, portanto, pelo alinhamento das divisórias na parte próxima à diretoria visando tornar todas as salas retangulares, facilitando assim a proposição dos leiautes internos dos cômodos e garantindo luz natural a todos os funcionários. Essa disposição de salas permite maior flexibilidade no futuro, caso haja necessidade de remanejamento dos funcionários ou crescimento da equipe. As estações de trabalho da Alberflex foram escolhidas por apresentarem soluções eficientes e ergonômicas para os funcionários.
 

A sala de reunião possui local de destaque no projeto e soluções versáteis para atender a todas as demandas da Agência. O espaço possui layout flexível devido ao uso de uma divisória retrátil que permite a separação em duas salas de reunião menores ou sua integração para eventos de maior porte. Para tanto, especificamos todas as mesas com a mesma dimensão (incluindo a da copa), de forma a permitir arranjos variados internamente.
 

Outro destaque do projeto vai para o conforto acústico, pensado durante a escolha de todos os materiais. Em todas as salas de trabalho, foi especificado um forro com placas acústicas minerais removíveis (Sonex) e divisórias com preenchimento acústico (lã de garrafas pets). O forro das salas de reunião foi revestido com painel ripado Nexacustic, tal qual as paredes, visando o destaque material desses ambientes e garantindo um bom isolamento sonoro durante as reuniões. Os carpetes utilizados, nas áreas comuns (azul cobalto) e salas de trabalho (cinza), também colaboram para a diminuição dos ruídos.

Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 12  gif
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 15
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 14

A sala de reunião encontra-se destacada no espaço e oferece soluções versáteis para atender diferentes demandas da Agência. Uma divisória acústica retrátil permite a separação em duas salas de reunião de tamanhos diferentes ou sua integração para eventos de maior porte.

Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 13
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 18
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 19
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 20
Coda arqbr  afd bras%c3%adlia 21

FICHA TÉCNICA
AFD Brasília
 

Local

Ed. Parque Cidade, Torre C, sala 1103

SCS – Asa Sul, Brasília/DF

 

Área

363,80m²

 

Ano  

projeto – 2018

construção – 2019

 

Autores

Pedro Grilo

André Velloso

Eder Alencar

 

Detalhamento

Elizabeth Cavalcante

Ana Paula Kouzak

Sarah Almeida

 

Equipe

Rayan de Sant’Anna

Carolina Mignon

 

Colaboradores

Instalações: Alan Rocha

Ar condicionado: George Raulino

Mobiliário: Acervo Mobília

Coordenadora de projeto da AFD: Elisa Alves

 

Fotos

Joana França

 

Equipe obra

Valore Construtora

Fabio Rosner

Ricardo Kozak

 

Fornecedores

Móveis de escritório: Alberflex

Móveis recepção e reunião: Doimo Brasil

Banco/bancada: Uso Atelier

Marcenaria: Caminho Oficina

Carpete: Desso e Interface

Ladrilhos: Ladrilharia

Divisórias: DiviHouse

Marmoraria: Max Pedras

Forro: OWA Sonex

Porcelanatos:  São Geraldo

Forros e carpete: R. Cervellini

Iluminação: WLight